A cantora Adriana Calcanhotto divulgou na última quinta-feira (09) o clipe de seu mais novo single, “Lá Lá Lá“. A faixa, presente no álbum “Margem“, segue a levada próxima da natureza com o som do mar entre os elementos, assim como as muitas referências na letra, que passeiam da onda à areia. No vídeo, dirigido por Murilo Alvesso, a artista extrapola os limites da pintura e colore paredes, objetos e até o próprio corpo de azul! Confira:

Como é que a gente diz o que escapa da linguagem? Foi com essa pergunta na cabeça que o clipe de ‘LÁ LÁ LÁ’ nasceu. O vai e vem de compor, rabiscar e dar forma a um sentimento que não se explica tão bem quanto se sente. Queríamos partir do código da criação para inundar a sala de casa dessa força inominável que agita as águas salgadas, tomando o caldo que viesse“, explica o diretor do clipe.

Sobre o processo de composição de “Lá Lá Lá“, Adriana conta que a música começou a ser escrita antes mesmo da gravação de “Maré“, segundo disco da trilogia do mar, lançado em 2008. “A ideia era gravá-la logo mas na época da gravação, ela estava muito longe de estar pronta. Estava tratando da vontade na natureza, estava lendo ‘Da Natureza de Coisas’, de Lucrécio, e andava especialmente impactada com o que é que faz com que a onda levante e depois quebre. O que seria o motor da onda? O que dá a ela a vontade para levantar e quebrar? Para quê levantar se sabe que vai quebrar? Ou será que não sabe, afinal?“, indaga.

Coisas que me parecem que a linguagem não consegue abarcar. E quando em música popular a linguagem não pode com certas questões, usa-se lá lá lá. Esse lá da canção, ‘que não é lugar’, deságua no lá lá lá em tom festivo e de celebração, com a música dizendo então o que a letra só pode supor“, finaliza. E aí, o que você achou da música e do clipe? Deixe sua opinião nos comentários!

COMPARTILHE

Deixe uma resposta