Lançada em 2019 nos Estados Unidos, a série animada “Harley Quinn” é uma das produções recentes mais elogiadas da Casa das Lendas. Voltada para um público adulto, a série co-criada por Justin Halpern e Patrick Schumacker está acostumada em trazer piadas de teor sexual em seu roteiro; porém, de acordo com a dupla, a DC proibiu uma cena de sexo envolvendo o Batman e a Mulher-Gato!

Tal informação foi divulgada nesta segunda-feira (14), numa matéria publicada pelo site Variety. De acordo com a publicação, o roteiro da terceira – e ainda inédita – temporada previa um momento íntimo entre os famosos personagens, no qual o homem-morcego praticaria sexo oral na vilã. “A DC estava tipo, ‘você não pode fazer isso. Você absolutamente não pode fazer isso’. Eles ficam tipo, ‘heróis não fazem isso’. Então, nós dissemos: ‘você está dizendo que os heróis são apenas amantes egoístas?’ e eles responderam: ‘não, é que vendemos brinquedos de consumo para heróis. É difícil vender um brinquedo se Batman também está transando com alguém’“, explicou Halpern.

Mesmo com a censura deste momento específico, Halpern e Schumacker afirmaram que a empresa tem apoiado notavelmente sua série, lhes permitindo ir além do limite várias vezes. Por exemplo, numa determinada cena de temporadas passadas, Damian Wayne indagou o cavaleiro das trevas sobre quando poderia iniciar sua vida sexual! Em outro momento, Superman afirmou que podia enxergar através dos uniformes de Batman e Mulher-Maravilha, vendo-os totalmente nus.

Ainda sem data de estreia definida, a 3ª temporada de “Harley Quinn” será lançada pelo serviço de streaming HBO Max.

COMPARTILHE

Deixe uma resposta