Após um casamento de quase 20 anos, o diretor Christopher Nolan rompeu seu relacionamento com a Warner Bros. Pictures e irá produzir seu próximo longa-metragem com a Universal Pictures. A informação foi confirmada ontem (14) pelo site The Hollywood Reporter. Assim como “Dunkirk“, de 2017, o novo trabalho do diretor será ambientado na 2ª Guerra Mundial, com foco em J. Robert Oppenheimer, o criador da bomba atômica.

Nolan havia negociado o projeto com diferentes estúdios nas últimas semanas, incluindo Sony, Paramount e a própria Warner; mas o rompimento com o estúdio que produziu a maioria de seus filmes era apenas questão de tempo. Em 2020, o diretor enfrentou dificuldades para lançar “Tenet” nos cinemas por conta da pandemia do novo coronavírus. O longa foi adiado várias vezes, o que deixou o cineasta irritado. Porém, a tensão entre Nolan e o estúdio esquentou quando a WarnerMedia revelou em dezembro passado a decisão de lançar todos seus filmes de 2021 simultaneamente nos cinemas e na HBO Max.

Alguns dos maiores cineastas e estrelas de cinema mais importantes de nossa indústria foram para a cama na noite anterior pensando que estavam trabalhando para um grande estúdio de cinema e acordaram para descobrir que estavam trabalhando para o pior serviço de streaming“, disparou Nolan na época. “A Warner Bros. tinha uma máquina incrível para fazer o trabalho de um cineasta em todos os lugares, tanto nos cinemas quanto em casa, e eles estão desmontando enquanto falamos. Eles nem mesmo entendem o que estão perdendo. A decisão deles não faz sentido econômico, e mesmo o investidor mais casual de Wall Street pode ver a diferença entre ruptura e disfunção“, acrescentou.

No entanto, ao longo de 2021 vimos que o plano da Warner foi sim um acerto. Diferente da Disney, que está enfrentando um processo movido pela atriz Scarlett Johansson por descumprimento do acordo de exclusividade no lançamento de “Viúva Negra” nos cinemas, disponibilizado também no Disney+, a Warner não enfrentou nenhum problema do gênero, tampouco precisou mudar as datas de estreia de suas produções como fizeram a Sony e a Paramount.

Com um orçamento estimado em pouco mais de US$ 100 milhões, o próximo filme de Christopher Nolan ainda não tem título oficial e elenco definidos, mas rumores apontam que o ator Cillian Murphy é um dos nomes confirmados. A estreia do filme está prevista para algum momento entre 2023 e 2024, exclusivamente nos cinemas (é claro).

COMPARTILHE

Deixe um comentário